sábado, 10 de dezembro de 2011
Minha pequena com 5 meses



Estou meio sumida do blog, né? Uma pena, porque adoro blog, adoro escrever no blog, pesquisar fofurinhas pra blog, mas com o pouco tempo que tenho pra ficar à toa na internet, quero fazer tudo ao mesmo tempo quando entro.


Como sou ansiosa, já estou pesquisando algumas coisas para a festa da Bia de 1 ano que vai acontecer só em Junho do ano que vem. Como devo começar a trabalhar em janeiro, já quero saber o que vou começar a comprar para os preparativos ou se vou guardar dinheiro para pagar um buffet. De qualquer form,a já quero estar preparada quando o dinheiro chegar.


Falar em trabalho...  Chega a bater aquele frio na barriga só de pensar que eu tenho que deixar minha preciosa bebezinha sob os cuidados de estranhos. Mas, como não tem jeito, já comecei a procurar creche ou alguém que vá ficar com ela. Fui numa creche muito moderna ontem e saí de lá com uma sensação horrível, com vontade de chorar, porque gostei tanto da creche logo de cara e não posso pagar, muito cara. Vale à pena, porém está fora dos meus poderes aquisivos. hehehe


Dá muito desânimo, sabe, ter que voltar a trabalhar. Não me considero preparada pra deixar Bia seja com quem for. Mas também sinto uma imensa necessidade de ganhar o meu dinheiro e compras as coisas necessárias pra ela e alguns mimos.


Liguei hoje pra algumas pessoas indicadas, a fim de marcar uma visita e conversar sobre a creche. Creches mais baratas. E também vou conversar com uma pessoa perto de casa amanhã. Ai, que dó. Vejo minha menininha tão indefesa dormindo e acabo achando que não vou ter coragem ou vou trabalhar muito mal. É claro que é questão de adaptação, mas até conseguir... Muito sofrimento.


A idéia de deixar minha filha com outra pessoa -- provavelmente desconhecida -- está atingindo proporções bem diferentes porque está chegando a hora de fazer isso de fato. Afinal, será que alguém cuidará dela tão bem quanto eu? E se ela chorar o dia inteiro? Será que eu vou conseguir ficar sossegada
Na verdade, tô me segurando pra não cair em prantos antes da hora, porque ao invés dela chorar quando eu sair da creche no primeiro dia, eu é que vou chorar e  vou dar  vexame.


"A inserção da criança na creche é um dos momentos muito importantes na vida da criança e da mamãe. É a primeira separação real dos dois, marcando a sua entrada no mundo social."
Me separar da minha menina, do seu cheirinho, do seu denguinho, das suas risadas mais gostosas, enfim, deixá-la em casa ou na creche vai ser muito doloroso.
Mas é necessário. Então, vamos lá. A procura da creche (babá) "perfeita" continua!!!

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Receba atualizações no Email.

Pesquisar sobre

Quem sou eu

Minha foto
Aos 34 anos, sagitariana com ascendente em capricórnio (discordo, mas fazer o quê?!), do Rio de Janeiro (com louca vontade de morar num lugar tranquilo), estudante de psicologia (mas cheia de problemas de cabeça. rsrrsrsrs), mãe e pai da pequena Bia, de 5 anos. E esse blog fala da nossa trajetória, dos meus sentimentos, minhas muitas lamentações, etc.

Seguidores

Tecnologia do Blogger.