segunda-feira, 12 de dezembro de 2011


Boa tarde!


Estive falando aqui sobre a busca da creche ou babá para a Anna. Pois bem, ontem fomos (eu e minha mãe) visitar uma babá que mora aqui perto de casa. Eu, particularmente, gostei muito dela, porém ela toma conta de outras crianças bem maiores que Anna, tipo de 2 aninhos. E depois fiquei pensando... Crianças nessa idade, não pode ver um bebê que quer enfiar dedo no olho, apertar a bochecha (Como aconteceu no consultório da pediatra; o garotinho apertou tão forte a bochecha da Anninha que tive vontade de apertar a dele também.), puxar cabelo, etc.Elas não têm noção da força ou do que estão fazendo e, por isso, é preciso um adulto perto, vigiando sem parar. E como ela está tomando conta de crianças em sua própria casa, com certeza, vai na cozinha fazer um almoço, vai lavar alguma coisa, vai ali, vem aqui e pode deixar alguma coisa acontecer com minha bichinha... É claro que vocês podem pensar que estou exagerando. Mas numa creche as "tias" estão ali só pra olharem as crianças e, pelo menos, na que eu fui, os menores não ficam no mesmo local que os maiores, isso evita muita coisa.
Só sei que engoli o choro várias vezes. Quando saí de lá, minha garganta doía, por causa do nó que havia nela. Não quero deixar minha menina com ninguém!! Não que a pessoa não vá cuidar bem, mas nós que somos mães, sabemos que nós queremos cuidar dos filhos pessoalmente, porque sabemos o jeitinho deles.
Enfim, não vai ter jeito mesmo, então tenho que sossegar e acostumar com a ideia, porque no primeiro dia de trabalho não vão querer me ver chorando só porque deixei minha cria na creche.
Mas estou pensando em continuar procurando, pelo fato de que acho creche mais segura. A moça parece boazinha, mas.... Ah, que insegurança...



4 comentários:

  1. Mães tem esta angústia em deixar o filho. Mas lembre-se filhos são do mundo. A creche tem que ser BOA mesmo pois é o nosso maior bem que ficará lá né? Crianças de creches adoecem por qq coisinha, segundo o pediatra. Porém, são crianças incrivelmente fortes no vitaminadas de anticorpos. Isto e´fato. Fora que são visivelmente mais sociáveis, tem toda uma dinâmica de ensinos pedagógicos que para nós, passa despercebido. Lições tão bonitas que, quando vamos ao final do semestre ver as apresentações na escolinha nos orgulhamos tanto da evolução deles que chega a ser surreal a sensação de felicidade. É um amor sem fim amiga! Creche é tudo de bom. Sendo boa vale a pena!

    ResponderExcluir
  2. É uma outra ajuda que preciso, Fabiana! Ó, dúvida cruel. Gosto de creche também e vou fazer uma força pra escolher a melhor pra minha filha. Mas que dá uma dor no coração deixar minha pequena com quem quer que seja... isso dá!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Ah rsrs esta dor existe e eles saberão pro resto da vida. Mas tens que ver quando ela se adaptar em uma. Vais amar os amiguinhos, as professoras. Ter aulas de música, ginástica apresentações de datas festivas. Vai ser maravilhoso pra ela. E ela já está com quantos anos? Um ano? Dois? Já tem vacinas suficientes pra ficar bem. E outra, moras num Estado quente. Aqui no Sul que é brabo tirar o filho da caminha quentinha e levar com 5 graus de temperatura, sereno...haja asma para tanta judiação. RJ é tudo de bom. A coloque perto do teu trabalho ou da tua casa. Isto é um ponto forte que te dou de dica. Tu vais fazer adaptação e tu mesma vais se sentir segura em deixar ela na creche. Lembre-se que vcs são dois seres distintos e tu precisas trabalhar e quem sabe o destino não te arma um novo amor com um cara ímpar que até seja pai da tua filha? sei que a gente tem nossos medos de aceitar nossos filhos. Eu sou aquariana nata e sou meio marrenta pra me entregar, apesar de ser tri romântica. Mas no momento que fores pro mercado de trabalho, fazer um curso técnico algo que contribua para o teu bem estar financeiro e até emocional tu vais perceber que estarás no caminho certo!

    ResponderExcluir
  4. Eu e o pai da Giovana decidimos pela Babá,nesse primeiro momento.Achamos muito cedo para colocar na creche(que vai acontecer daqui um ano +ou-) Achamos que ter uma pessoa exclusiva pra ela é importante.De qualquer maneira vamos sofrer,pq nunca queremos nossos filhos sendo cuidado por terceiros,e nem confiamos 100%.MAs as vezes não temos escolha né?
    Como esse post é de dezembro,pergunto e aí o que escolheu para pequena Anna? está dando certo? espero que sim.bjs

    ResponderExcluir

Receba atualizações no Email.

Pesquisar sobre

Quem sou eu

Minha foto
Aos 34 anos, sagitariana com ascendente em capricórnio (discordo, mas fazer o quê?!), do Rio de Janeiro (com louca vontade de morar num lugar tranquilo), estudante de psicologia, mãe e pai da pequena Bia, de 5 anos. E esse blog fala da nossa trajetória.

Seguidores

Tecnologia do Blogger.