segunda-feira, 9 de janeiro de 2012



Gente, preciso compartilhar UM ASSUNTO com vocês. Tenho certeza de que, se o pai da minha filha um dia tiver acesso a esse blog, não vai gostar nadinha da ideia de ver toda a "nossa" trajetória escrita aqui, tudo o que disse dele, tudo o que penso dessa história toda, desde que me tornei mãe e ele não estava comigo nessa empreitada.
Mas fiz esse blog com o intuito de compartilhar experiências com outras mulheres que estão na mesma situação ou que podem evitar que esse tipo de coisa aconteça. E até mesmo para desabafar, é assim que coloco as alegrias e tristezas pra fora, escrevendo e não para denegri a imagem dele.
Eu e ele já tivemos muitas desavenças, muitos desentendimentos, um já magoou bastante um ao outro e, por isso, me tornei mãe solteira. Já estávamos separados quando eu descobri que estava grávida e não o contrário: ele se separar de mim depois que descobriu a gravidez. Mas eu esperava que ele assumisse a gravidez, mesmo estando numa situação financeira complicada, como a minha também estava. Nos conhecíamos desde bem novos, ele é amigo de longa data do meu irmão e conhece esse tempo todo a minha família. Ainda me disse que gostava de mim desde que era moleque... Enfim. Não aconteceu. Cada um foi para um lado e agora nossa filha tem 6 meses.

Por que resolvi dizer isso? 



Tô numa situação duvidosa em que o pai da minha filha não a assumiu (só registrou), a viu poucas vezes quando ela nasceu, mas agora se mostra arrependido. No ano novo ele me ligou e pediu desculpas por tudo, disse que não quer mais ficar longe da filha dele porque já ficou muito tempo longe, disse que não merecemos nada disso e mais um monte de coisas. Ontem nós nos encontramos pra ele vê-la, ele brincou com ela, pegou no colo, fez o papel de pai que eu esperei há tanto tempo. Eu vi aquela cena... mexeu tanto comigo...

Só que ele disse está disposto a morar com a gente, independente de qualquer coisa, pra  gente cuidar um do outro e da Bia.
Foi um baque pra mim, porque esperei tanto que isso acontecesse e agora tô super confusa. E, ainda mais, porque ele falou isso tudo, mas não perguntou se minha filha precisava de nada!!! Não achei isso legal da parte dele, por isso me deixa em dúvida.
Sempre quis formar a minha família: eu, ele e Bia. Na nossa casa. Com nossos planos e sonhos compartilhados. Nós dois juntos, na dura empreitada de educar uma criança para que ela seja o melhor que uma sociedade pode ter. Sempre pensei em como seria quando minha filha crescesse e se visse longe do pai. E agora ele está aqui, pedindo pra ficar perto da gente. E tudo o que aconteceu antes? Vai ser apagado? Vamos conseguir escrever uma nova história, cheia de acertos??

O que vocês fariam, no meu lugar?

10 comentários:

  1. nossa amiga, q dificil.. tem q pensar bastante, mas na bebe do que em vc...
    VE O Q É MELHOR PARA ELA, É DURO CRESCER SEM PAI, MESMO QD A GENTE CASA DE NOVO, NO MEU CASO, ELA SABE QUE NÃO É O PAI DELA, ELA PERGUNTA AS VEZES DELE, FALA QUE QUER QUE ELE VENHA VER ELA, É TÃO TRITE, ME SINTO TÃO MAL, POR TER FEITO ISSO COM ELA, PQ AMIGA, TAMBEM TEMOS CULPA NEH...
    ACHO, NA MINHA OPINIÃO, QUE QUALQUER DECISÃO QUE FOR TOMADA, TEM Q SER PARA O BEM DA BIA, EXCLUSIVAMENTE DELA...
    SE VC SENTE QUE ELE TEM A CAPACIDADE DE SER UM BOM PAI PRESENTE PARA ELA, QUE BOM, É UMA NOVA CHANCE QUE DEUS ESTA DANDO...
    PENSE BEM , PENSE SEMPRE NA BEBE...
    O PAI DA DUDA, QUIS VOLTAR COMIGO VARIAS VEZES, MAS ELE ME TRAIU, ENQUANTO EU ESTAVA DE RESGUARDO ELE ESTAVA NA BALADA CATANDO MULHER, É TÃO DIFERENTE DO SEU CASO...

    MS O QUE DIZER, ISSO SÓ PODE SER DECICIDO POR VC...
    VOU REZAR PARA QUE TOME A DECISÃO CERTA...


    AMIGA, É MINHA OPINIÃO TA, NÃO ESTOU DIZENDO O QUE TEM QUE FAZER, ALGUMAS PESSOAS PODEM ACHAR Q ESTOU INFLUENCIANDO PARA UM LADO OU OUTRO, MAS SÓ ESTOU COMPARTILHANDO MINHA EXPERIENCIA, E VC, PEDIU OPINIOES..

    BJUS BJUS E TUDO VAI DAR CERTO, CONFIA EM DEUS

    ResponderExcluir
  2. Ô, Eliane. Obrigadaa. Eu pedi opiniões mesmo e sei que elas vão ser diversificadas. No fim, eu é que vou ter que decidir mesmo. Mas gosto de expor porque sei que as pessoas podem ter passado por experiências como a minha e podem me ajudar a esclarecer as ideias. Obrigada mesmo. Acho que se decidisse por "casar", seria 80 % pela Bia, sempre olhei pros casais com seus filhos e desejei que minha filha tivesse um pai presente também. Mas ele é tão relapso, hora parece interessado, hora parece distante. É o meu medo. Vou ter que passar por muita coisa pra que a Bia possa crescer perto do pai e isso é que me deixa amedrontada.

    BEIJOS!!

    ResponderExcluir
  3. Amiga,
    Você passou por uma situação difícil, momentos complicados onde teve que assumir uma responsabilidade sozinha, mas graças a Deus a Bia esta aí linda , cheia de saúde e sorrisos. Infelizmente existem pessoas que não estão tão preparadas pra tais responsabilidades e por alguma fraqueza interior fogem , talvez seja o caso do pai,claro foi negligente, mas quem somos nós para julga lo mediante a atitude que esta tendo agora não é mesmo? Portanto viva teu sonho, pois não é só a Bia que precisa de um pai ao lado, mas se fazes esta pergunta é porque já tem a resposta em teu coração, aquela em que o amor fala alto....construa tua família e escreva uma nova história....

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. É, Cecília, ele me pareceu bem a fim de estar com a Bia naquele dia, mas tenho dificuldades de ver que isso é uma decisão a longo prazo, uma vontade de ter uma vida a dois comigo. Ele não é claro nas suas atitudes. Vamos ver com o passar do tempo. Brigadão pelos comentários, me ajudou muito!

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Eu aqui tentanto me aprumar para tantos dados, tantos relatos. Agora li este. Hum... Te digo: mulheres são nervo exposto, homens são cautelosos e cavernosos. Tu te expos aqui poir tu teve os teus motivos. Ele tem que entender o que te levou a fazer isto. TEm gente que procura ajuda na bebida, outros na comida e tu foi nas palavras. PERFEITO. Não te preocupes com isto. Se ele se ofender faça-o entender que tu teve todos os motivos do mundo para buscar ajuda. E agora ele quer uma nova vida. Entendo ele. TEm homens que se dão conta disto muito tarde. São mais imaturos perante a maternidade até porque eles não carregam o filho nos nove meses. Pra eles é um choque; pra nós é uma benção! Deixa ele se aproximar! Ele quer morar junto? Perfeito! FAça e diga o que a Alcione um dia falou num dvd dela "Pra tudo que tu fores pedir na tua vida; peça que venha sempre com a benção de Deus! Pois a gente as vezes pede tanto uma coisa; mas tanto, tanto que 'esta coisa' só vem para desgraçar a nossa vida. Portanto, não esqueça de pedir a benção de Deus. EU POSSO NÃO SABER O QUE QUERO PARA MIM NO FUTURO; MAS SEI EXATAMENTE AQUILO QUE NÃO QUERO MAIS PARA MIM."
    Exija o que tu não quer mais passar por ele e pela tua filha. Não acho mal começarem a vida juntos. E vou te dizer rsrs existe uma inclinação da filha ser mais do pai do que da mãe! kkkk teoria sem fundamento científico rsrs mas permita se ele quer, burle tuas mágoas...teus medos, persista na amizade e no bem-estar tanto teu quanto dele com a filha. Tenho certeza que ele já está se entregando ao amor de ser pai. Fica com Deus.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Olá. Sua situação é bem delicada, você que passou por tudo ao lado do seu marido, conhece ele melhor do que ninguém. Dialoguem, se perdoem, e tentem conviver dessa vez em melhor entendimento do que antes. A Bíblia diz que o que Deus uniu, não separe o homem, seu casamento com seu marido foi permitido por Deus, quem sabe essa experiencia um longe do outro não serviu para amadurecimento um do outro. Coloquem no relacionamento d evoces Jesus, pois se voces estiverem com Ele sempre estarão em constante entendimento. Abra o coração e a vida de voces para o spirito Santo fazer a vontade de Deus na vida de voces. E voces serão felizes. Eu e minha esposa vamos orar a Deus para que sua familia seja restaurada, reconstituida em amor, união, paz, companheirismo e muitas alegrias.
    Deus ti abençoe amiga. http://luzevida123.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. @satélite abduzidoNossa, Fabiana! Falou tudo agora: sempre dizem que a menina se apega bem mais ao pai do que à mãe. Ai, que medaaaaa!!!! rsrsrsr
    Estou muito tentada a tentar uma nova vida, mas vejo que vou ter que mudar muito meu jeito de ser pra isso, pra que minha filha fique perto do pai, pra que ela tenha essa figura paterna sempre ao seu lado. Não sei se sou muito exigente ou as pessoas é que deixam muito a desejar. Não gosto de ficar solta, gosto do homem me ligando sempre, me mandando mensagens, prestando atenção em mim, me elogiando. E gosto de fazer isso também! Mas ele me limita. Ele definitivamente não é o homem dos meus sonhos. Então se eu tomar a decisão de morar com ele, vai ter que ser racionalmente e não sei se consigo isso.

    ResponderExcluir
  9. flor, deixei pra você dois selhinhos lá no meu blog... Da uma passadinha lá!
    Beijinhoos

    http://modaponto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olha só: Sabe os orientais?(vou te falar assim para tu mais ou menos entenderes o que quero te dizer)Eles mesmos; os orientais antigamente tinham aquele ritual de apresentar a filha para o futuro marido. Ou mesmo já se conheciam mas sabiam que, por tradição da família iriam casar. Então, a gente costuma dizer de relação 'água fria'. Eles começam com água fria. Diferente de nós que já iniciamos bombando de paixões tórridas que o mundo 'vai acabar com nós se amando". Não. Existe sim, a possibilidade de uma relação começar da água fria e ir para a morna e mais tarde quente. Pois havendo respeito - ACIMA DE TUDO - companheirismo a gente pode sim ser conquistada por alguém que tínhamos um pé at´ras e, com o tempo vir a amar esta pessoa(a água quente). Aprenda que todos nós somos providos não só de qualidades mas também de defeitos. Aprendendo a respeitar a individualidade um do outro, havendo respeito aposto que todo aquele sapo se transformará(porque não?) num verdadeiro príncipe! E ainda pai da tua filha! Já pensou que maravilha? Te permita mesmo tendo teus pés atrás por tudo que passou ou achar que 'a vibe" dele não fecha com a tua. Quem sabe isto não muda? rsrs bjo bjo

    ResponderExcluir

Receba atualizações no Email.

Pesquisar sobre

Quem sou eu

Minha foto
Aos 34 anos, sagitariana com ascendente em capricórnio (discordo, mas fazer o quê?!), do Rio de Janeiro (com louca vontade de morar num lugar tranquilo), estudante de psicologia, mãe e pai da pequena Bia, de 5 anos. E esse blog fala da nossa trajetória.

Seguidores

Tecnologia do Blogger.