quinta-feira, 25 de agosto de 2011

NORMALMENTE, O PRIMEIRO FILHO É UM GRANDE TESTE DE SOBREVIVÊNCIA PARA A MAIORIA DOS CASAIS. — Muitos ainda jovens. 

É preciso lidar com uma série de desafios, desde o parto, passando por tarefas como trocar fraldas e amamentação, até situações mais complexas como identificar uma dor de ouvido.
Entretanto, um dos maiores problemas desse período da paternidade são as noites
mal-dormidas. Ter um filho é uma grande bênção, um momento único para os pais.

O bebê nasceu. E agora? Felizes com o fruto do seu amor. 
A vida, porém, continua, e o casal precisa retomar suas atividades profissionais e pessoais. Acordar cedo depois de uma noite mal dormida — mesmo que isso seja compreensível por parte do chefe e dos colegas de trabalho — certamente afetará seu rendimento. Em todos os sentidos: do humor à produtividade; do sexo às atividades como assistir à televisão ou ler uma revista. 

Mas...

A partir dos 2 meses, tudo o que você fizer será recompensado com lindos sorrisos desdentados. Os primeiros sorrisos para valer certamente figuram entre as conquistas que mais tocam o coração dos pais. De certo modo, é a hora do retorno. Você troca fraldasalimenta, dá banhos, beija e acaricia seu bebê sem grandes recompensas. Mas, de repente, acontece: seu filho sorri e você tem certeza de que não é coincidência. É um momento especial, mesmo que a noite anterior tenha sido dificílima. 

Se o seu filho dorme a noite inteira, sinta-se privilegiada. A maioria dos bebês ainda requer uma ou mais mamadas durante a noite. Mas a boa notícia é que ele já deve estar dormindo por períodos maiores, assim como ficando acordado por mais tempo. Grande parte dos bebês de 2 meses dorme em ciclos de duas a quatro horas e permanece acordada por até dez. (Anna dorme de 1:00 hs às 8:00 hs, às vezes dorme 2 ou 3 da manhã e acorda um pouquinho mais tarde. De dia dorme durantes + ou - 2 hs e meia e fica 4 hs acordada.)

A experiência mostra ainda que os bebês choram mais no fim da tarde e comecinho da noite, quando precisam botar para fora a "tensão" das intensas experiências e aprendizados do dia. (Tá explicado!)




2 comentários:

Receba atualizações no Email.

Pesquisar sobre

Quem sou eu

Minha foto
Aos 34 anos, sagitariana com ascendente em capricórnio (discordo, mas fazer o quê?!), do Rio de Janeiro (com louca vontade de morar num lugar tranquilo), estudante de psicologia (mas cheia de problemas de cabeça. rsrrsrsrs), mãe e pai da pequena Bia, de 5 anos. E esse blog fala da nossa trajetória, dos meus sentimentos, minhas muitas lamentações, etc.

Seguidores

Tecnologia do Blogger.