quarta-feira, 14 de outubro de 2015
Não culpe a Deus, 
não culpe a ninguém,
nem culpe a si mesmo. 

Embora a culpa seja sua, não faz bem se martirizar por isso. Corra atrás dos muitos atrasos e prejuízos.  É claro que você vai ter que administrar o tempo presente com o tempo perdido, mas, você vai saber como fazer isso. 

Não culpe o governo por a crise ter te encontrado desprevenido.  Você foi quem não quis estudar.  Então,  como ter agora uma profissão estável,  uma casa própria e um carro pros seus passeios ou pra enfrentar esse engarrafamento ou o "vai e vem" da vida de forma mais confortável?

Você mesma não quis considerar os sinais que estavam debaixo do seu nariz, que te mostravam - o tempo todo - que aquele idiota não assumiria você nem a paternidade e, por isso, agora você cria seu filho sozinha. 

Não culpe os caras por não querer compromisso com as mulheres,  se você mesma não se valorizou e não mostrou a eles que você era diferente.  Agiu como qualquer outra. 

Não culpe as mulheres se hoje elas estão contrárias a relacionamentos e "cagam e andam" pra casar, afinal tudo o que elas já viram até aqui de histórias de homens aprontando todas, daria um livro mais grosso que a Bíblia. Vocês, homens, vivem aprontando, querendo duas ou mais mulheres ao mesmo tempo e elas se cansaram de ser bestas. Não que eu seja a favor da postura atual delas, odeio vulgaridade e não apoio mulher que sai com um e com outro, mas sei que no meu tempo de adolescência se achavam mais mulheres fiéis.


Não culpe a Deus de não ter facilitado pra você em algum momento, afinal, você valorizaria se alguma coisa fosse fácil??

Faça diferente a PARTIR DE HOJE.

Estude.
Se valorize.
Economize.
Se santifique.
Se equilibre.
Seja diferente.  
Faça sua vida valer a pena. 

Vai ser fácil?  Não!  Talvez você tenha menos tempo do que teve até aqui. 

20, 30, 50... quantos anos você tem ?? O que você conquistou? Um marido que te humilha? E, claro, continua casada pra manter o STATUS: CASADA. É bonito ser casada. Mas é feio ser infeliz e viver se aparência.

Você vai chorar ainda muitas vezes, vai sofrer, vai desanimar, vai querer recuar.  Mas lembre-se e se pergunte: 

O que eu conquistei até hoje ??? 
O que eu tenho pra me orgulhar no meu próximo aniversário? ?
E aí,  recomece. 

Talvez alguém tenha uma grande parcela de culpa: seus pais. Que fizeram tudo errado, te ensinaram errado ou nem se importaram com o que você seria no futuro.  E talvez não. Talvez eles tenham te dado o suporte necessário, mas você não quis aproveitar.
  
O fato é: De que adianta achar o culpado ?
Ache a solução!  

Ache o tempo que em algum lugar você perdeu.  

Volte.  Volte nas lembranças e veja onde errou. E RE-CO-ME-CE.

Não há uma máquina do tempo. Mas ainda há tempo pra recomeçar. 

Nívia F.


2 comentários:

  1. Olá Nívia! Quanto tempo... Também ando com a Cerca Viva parada faz um tempo. A vida deu uma revirada imensa. Começo a tentar retomar as coisas, porém ainda um tanto sacudida. Tem sido um tempo de muita luta com doença de gente muito amada e fiquei sem condições de estar presente na blogosfera como gostaria. Aos poucos vou tentando voltar. Fico feliz por saber da filhota que está uma fofura. Realmente o tempo passa e a gente nem se dá conta, né? Pode ter certeza que num piscar de olhos a Bia vai estar adulta, mas isso não é ruim. É muito bom mesmo. São minha filhas e maridão que são meu suporte. Ontem minhas bebes (que também passavam muito tempo na creche), hoje minhas companheiraças. Desejo que assim aconteça por aí. Bjks mil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ohhhhh, Renata! Que ótimo receber um comentário seu! A vida realmente é uma montanha-russa. Estou passando por um problema de saúde meio grave agora e tenho tentado não deixar isso me abater. A vida nunca anda na mesma velocidade e nem se mantém estável... Nós só precisamos estar fortes para viver os momentos, sejam bons ou ruins.
      Atualmente, me corta o coração deixar minha filha tanto tempo na creche. Queria estar mais presente. E na verdade, fico tanto tempo fora, que quando chego em casa, estou tão cansada e estressada que o tempo que tenho com ela não é tão produtivo. Mas vamos ajeitando aqui e ali pra chegar o dia em que mudaremos os rumos das coisas.
      Bom demais te ver por aqui. Volte sempre que puder. Também não consegui voltar com força total, mas tenho tentado.

      Tudo de bom pra vc! Bjs

      Excluir

Receba atualizações no Email.

Pesquisar sobre

Quem sou eu

Minha foto
Aos 34 anos, sagitariana com ascendente em capricórnio (discordo, mas fazer o quê?!), do Rio de Janeiro (com louca vontade de morar num lugar tranquilo), estudante de psicologia, mãe e pai da pequena Bia, de 5 anos. E esse blog fala da nossa trajetória.

Seguidores

Tecnologia do Blogger.